OS AVANÇOS DA ADEQUAÇÃO DO SETOR À LEI DO DESMANCHE
Data: _DATAQUARTA, 21 de _DATAJUNHO de 2017 (13:18:47)
Tópico: Sindimotor




OS AVANÇOS DA ADEQUAÇÃO DO SETOR À LEI DO DESMANCHE

Após algumas reuniões, no Detran de São Paulo, as dos dias 01 de fevereiro e a outra em 07 de março, apresentaram avanços na discussão de pontos específicos da propositura, elaborada pelo Sindimotor, no intuito de auxiliar o entendimento de pontos obscuros, no que tangem a nossa atividade. No dia 04 de abril, tivemos a honra de receber a visita oficial do diretor da Divisão de Veículos do Detran-SP, Dr. Israel Alexandre de Souza, que é um dos maiores defensores e colaboradores dessa lei e responsável por toda a sua implementação e com pulso firme, mantém o comprometimento em melhorar cada vez mais, esse projeto que acima de tudo, garante a diminuição dos níveis de criminalidade e tem propagado-se por todo o Brasil. Acompanhado do responsável pela Gerência de Documentações e Credenciamento do Sr. André Duarte, contou também com a presença de nossos consultores Marcelo Cardoso e André Ortiz. Guiados por nosso presidente, Sr. Zauri Candeo, pela Retífica Motor Vidro, foram explanados minuciosamente a atividade de uma retífica, desde a entrada do veículo na empresa, estoque, processamento, usinagem até a entrega. Elucidando todos os processos, houve um entendimento mais simples, do que estava explanado em papel. Conhecer o funcionamento de uma empresa, enfatizando o que pode ser encontrado, as instalações corretas, controle de estoque de peças e a ordenação do processo produtivo, é de grande colaboração para aqueles que vão fazer as visitas e credenciar as empresas, sabendo diferenciá-las, dentro do setor. Por mais ainda que exista alguma resistência, não há como voltar atrás nesse processo, o que há de se fazer agora é SOMAR ao que está pronto. Algumas deliberações para a estruturação da portaria já foram acertadas como: certificação, obediência as normas NBR, pertinentes a atividade, fiscalizações, procedimentos com numeração de motores, para que haja um maior controle e principalmente, não exista impeditivos que dificultem a venda a base de troca, mas sim, facilitadores para esse tipo de comércio. O mais importante é ressaltar toda a boa vontade do Detran em estar dentro do “nosso mundo”, para que não tenhamos os mesmos problemas de implementação, como tiveram os desmontes. Estamos em um momento crucial de nossa jornada. Esta é a oportunidade que temos de além de abrir novos mercados, organizarmos nossos estoques e voltar a trabalhar com tranquilidade, amparados pela lei. O Sindimotor coloca-se a disposição para maiores esclarecimentos sobre a adequação. O importante é não perder a chance de fazer parte desse grupo que está desbravando um novo caminho. Agradecemos mais uma vez a toda a diretoria do Detran, pelos esforços empreendidos para compreender as nossas necessidades e nos auxiliar para que não sejamos um setor marginalizado.


Mais uma vez o SINDIMOTOR, trabalhando em prol da categoria, deslocou sua equipe, a cidade agora foi Ribeirão Preto, onde foi realizada mais uma reunião para esclarecimento da lei, os benefícios e as obrigações do setor para a adequação. Primeiramente, gostaríamos de agradecer ao apoio incondicional que recebemos do nosso diretor, o Sr. Ezio Ronca da Retífica Ipiranga, que já está participando da primeira turma do enquadramento, ajuda essa primordial para que os empresários da região, antes mesmo de participarem da reunião, já estivessem cientes da importância de comparecerem e entenderem todo o processo. Nosso consultor Marcelo Cardoso, explanou sobre a importância das empresas do segmento aderirem ao grupo, mostrando todos os prós e contras de sermos um setor unido e representativo. Muitas empresas presentes conseguiram sanar suas dúvidas e levantaram questionamentos. Hoje não é mais uma utopia, é uma realidade. As empresas precisam se reinventar para serem competitivas no mercado. E a abertura da lei, reconhecendo o setor, nos traz um novo horizonte. Não esquecendo de reforçar que o credenciamento é obrigatório para as empresas que trabalham com peças que estão na lista do rastreamento. Ressaltando mais uma vez, que por mais esforços empreendidos, fica inviável explicarmos individualmente, a cada empresa, o que é exposto na palestra, por isso, não percam a oportunidade.









Este Link está hospedado em Aparem
http://www.aparem.org.br

O Link direto para este artigo é:
http://www.aparem.org.br/modulos.php?nome=novidades&file=article&sid=1572